Adrian Gurvitz - Classic

[postlink]http://veiapan.blogspot.com/2010/08/adrian-gurvitz-classic.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=8qCUMqO6QXEendofvid
[starttext]
Adrian Gurvitz nasceu em Londres, filho de Sam e Mary Gurvitz . Com 8 anos de idade começou a tocar guitarra. Nos anos 60, seu pai era um gerente de turnês de bandas como Cliff Richard, Shadows e The Kinks, e foi isso que introduziu Adrian ao negócio da música. Após cerca de um ano de viagem com várias bandas por toda a Inglaterra, Ele então formou sua própria banda "THE GUN"
THE GUN teve sucesso imediato. Adrian, em um acesso de inspiração, havia escrito uma canção chamada "Race with the Devil", que levou a banda nas paradas e tornou-se um hit internacional, alcançando número 8 no Reino Unido. Eles fizeram dois álbuns pela CBS chamado "Gun" e "Gunsight" . A banda excursionou por dois anos e colocar para fora quatro singles mais "Race with the Devil" foi posteriormente relançado em 1979 e 1982. O follow-up ", Drives You Mad", foi similar em estilo. Sua primeira capa do álbum foi desenhado por Roger Dean, que foi também sua primeira música cover, o álbum original de 1968, juntamente com 3 faixas bônus, foi re-emitido em CD como "Gun".
Até a década de 1970 ele usou o sobrenome Curtis e depois tomou o nome da família real. Gurvitz é sobretudo conhecido por todo o mundo pelo hit ballad "Classic" de 1982. Isto está em contraste total ao seu primeiro sucesso nas paradas em 1968, como o guitarrista / vocalista da banda, The Gun's.
Gurvitz foi também o guitarrista da banda Three Man Army, (junto com seu irmão Paul Gurvitz). Seu terceiro álbum, life (1971), caracterizava-se predominantemente por uma seleção de blues hard-driven com faixas como "Butter Queen", mas também contou com a faixa-título melodic instrumental. O álbum já está disponível em formato CD remasterizado.
Adrian Gurvitz também gravou um álbum em 1973 com Buddy Miles, que não recebeu nenhum airplay ou reconhecimento.
Adrian fez viagens para os Estados Unidos para escrever canções e em uma dessas viagens, ele escreveu uma canção "The Love in Your Eyes", a canção foi ao top 20 na parada da Billboard e Rock No1.
Passou a viver nos Estados Unidos em 1989. Em sua chegada, ele assinou um contrato com a Warner Music Cappell onde se tornou um compositor pessoal e trabalhou com artistas como John Espere, Steve Perry, REO Speedwagon, Henry Lee Summer, Jason Sheff (Chicago), David Foster, Meredith Brooks, Sheryl Crow, Paul Young, Terry Reed, Jonathan Cain & David Cassidy e Sarah Brightman.

Fonte: http://www.letras.com.br/biografia/adrian-gurvitz


Classic
(Adrian Gurvitz)

Got to write a classic
Got to write it in an attic
Babe, I'm an addict now
An addict for your love

I was a stray boy
And you was my best toy
Found it easy to annoy you
But you were different from the rest
And I loved you all the wrong ways
Now listen to my say
If it changed to another way
Would the difference make it?
Would it be a classic?
I gotta send it right away

Got to write a classic
Got to write it in an attic
Babe, I'm an addict now
An addict for your love

(Gotta write it down and send it right away)

Got to write a classic
Got to write it in an attic
Babe, I'm an addict now
An addict for your love

Now I'm living my life
One day at a time
Since losing your love
I've been losing my mind
No more can I see?
The future so clear
And it's not what I mean
I mean it's not what it seems
I just keep living for dreams
And it's not what I mean
I mean it's not what it seems
I just keep living for dreams

Got to write a classic
Got to write it in an attic
Babe, I'm an addict now
I'm an addict for your love

(Gotta write it down and send it right away)

( Now, I'm outta control without you)
(My love can't flow, there's no living without you)
(And now, I know, and I do what I say)
Gotta write it down and send it right away
Clássico


Tenho que escrever um clássico
Tenho que escrevê-lo num sotão
Meu amor, agora eu sou um viciado
Um viciado em seu amor

Eu era um moleque estático
E você era meu melhor brinquedo
Eu achava fácil te aborrecer
Mas você era muito diferente das outras
Eu te amei de todas as formas erradas
Agora ouça o que eu estou dizendo
A mudança é um outro meio
Será que a diferença contaria
Será que seria um clássico?
Tenho que mandá-lo imediatamente

Tenho que escrever um clássico
Tenho que escrevê-lo num sotão
Meu amor, agora eu sou um viciado
Um viciado em seu amor

Tenho que escrever
E enviá-lo imediatamente

Tenho que escrever um clássico
Tenho que escrevê-lo num sotão
Meu amor, agora eu sou um viciado
Um viciado em seu amor

Agora estou vivendo minha vida
Um dia de cada vez
Se perco seu amor...
perco a cabeça
Mas, o que eu posso ver?
O futuro claramente
E não é o que eu quero dizer
Quero dizer, não é o que parece
Eu continuo vivendo de sonhos
E não é o que eu quero dizer
Quero dizer, não é o que parece
Eu continuo vivendo de sonhos

Tenho que escrever um clássico
Tenho que escrevê-lo num sotão
Meu amor, agora eu sou um viciado
Um viciado em seu amor

Tenho que escrever
E enviá-lo imediatamente

Tenho que escrever um clássico
Tenho que escrevê-lo num sotão
Meu amor, agora eu sou um viciado
Um viciado em seu amor
[endtext]

11 comentários:

RUBIA THOMAZI disse...

OI MEU AMIGO,ADORO ESSA MUSICA,MANDA SEMPRE TA BJUS

Anônimo disse...

esta música e' fantástica adoro linda obrigado amigo querido bjs

pretynha disse...

esta música e' fantástica adoro linda obrigado amigo querido bjs

Anônimo disse...

Poxaaaaaaaa... A música é maravilhosa, mas as imagens... Fala sério. Amei demais

Pretynha disse...

te mandei em tradução e e' muito linda em todos os aspctos bjs

silvana disse...

amei a música, amigo
bons tempos de minha adolescencia...

luka031052@gmail.com disse...

Oi J.Roberto, meu lindo... amigo,
voce sempre emocionando corações.
Beijokas! A musica é super legal.

Anônimo disse...

A música é linda me lembra quando era menina com 16 anos ainda.Amei.Mande sempre essas de flash back.

sonia negrison disse...

Música linda Menino....amei.
Parece um conto de fadas...
Beijinhosssss
Soninha.....menina

mardy disse...

ameeeeei essa canção é muito gostosa, me lembra meus tempinhos bons de adolescente, saudade...

Alvaro disse...

Ouvi esta música pela primeira vez tinha 15 anos(1983) hoje tenho 41 e ainda é a minha música preferida e da garota com quem dancei essa musica em 1983. Hoje a gorata é minha esposa desde 1995 e continuamos dançanda a mesma música pois a minha esposa é o amor da minha vida o meu "clássico"